Esta listagem completa contém 222 verbetes.
Para uma busca mais refinada, use os filtros ao lado ou o formulário de busca acima.

Resultados da busca

Incluir no Meu Guia

Aquário Itaquera (Bichos)

O lugar se divide em uma área externa e outra interna. Dentro fica a loja, onde os destaques são itens visados, como os peixes-palhaço (de R$ 40 a R$ 120 a unidade), a tartaruga tigre d'água (R$ 140 a unidade) e os cavalos-marinhos. Também há farta oferta de aquários, rações, enfeites, equipamentos diversos (como filtros e luminárias) e outros animais. Lá fora, uma espécie de parque de diversões (aberto apenas nos finais de semana e feriados) reúne brinquedos para a criançada, como pedalinhos, bate-bates e uma micro-montanha-russa. Há um estacionamento (R$ 3 a hora aos sábados, domingos e feriados e gratuito nos outros dias), um restaurante e algumas lanchonetes.

Av. Jacu-Pêssego, 1.685 - Vila Jacuí - Leste. Telefone: 2535-8000 Endereços

Museu do Instituto Biológico (Bichos)

Na exposição "Planeta Inseto", o público pode aprender, de forma didática, como os insetos convivem entre si e a importância deles para a sociedade humana. No local, há abelhas sem ferrão, baratas e bichos-da-seda, entre outros bichos.

Av. Dr. Dante Pazzanese, 64 - Vila Mariana - Sul. Telefone: 2613-9500 Endereços

Zoológico Guarulhos (Bichos)

Criado em 1981, o local possui 70 mil m2 e conta com cerca de 400 animais de cem espécies em meio a jardins e lagos margeados por mata atlântica. É possível encontrar espécies ameaçadas, como a onça-pintada, a suçuarana e a arara-azul.

R. Da. Glória Pagnoncelli, 344 - Jardim Rosa de França - Guarulhos. Telefone: 2455-4999 Endereços

Enquanto Falo, as Horas Passam (Em shopping)

A mostra, do artista visual Heleno Bernardi, reúne 50 colchões produzidos em espuma, tecido, linha e botões que formam a silhueta de um corpo humano em posição fetal e de tamanho natural. As esculturas são revestidas por antigos padrões de listras de cores claras.

Golden Square Shopping: Av. Kennedy, 700, 2º piso - Jardim do Mar - São Bernardo do Campo. Telefone: 3135-4000 Endereços

Guerreiros - Os Maiores da História (Em shopping)

A mostra retrata cavaleiros medievais, samurais e guerreiros em mais de 150 peças, originais ou réplicas, como espadas, armaduras, escudos, roupas e capacetes.

Park Shopping São Caetano - Espaço de eventos: Al. Terracota, 545 - Cerâmica - São Caetano do Sul. Telefone: 4003-4174 Endereços

1ª Semana Nelson Mandela (Especial)

O evento recebe a diplomata Mmaikeletsi Melanie Dube e os professores Kabengele Munanga e Vera Lúcia Benedito para discutirem o tema "O Poder Transformador da Reconciliação". Enquanto o grupo Gumboot Dance Brasil apresenta uma dança sul-africana na abertura, a companhia Treme Terra exibe danças do candomblé.

Sesc Vila Mariana - Teatro: R. Pelotas, 141 - Vila Mariana - Sul. Telefone: 5080-3000 Endereços

37º Tanabata Matsuri (Especial)

Realizado desde 1979 na Liberdade, reduto oriental de São Paulo, o evento conhecido como Festival das Estrelas faz com que as ruas do bairro sejam decoradas com grandes ramos de bambu com enfeites coloridos de papel no topo, simbolizando as estrelas. A programação tem shows, apresentações de taikô e de dança folclórica.

Pça. da Liberdade, s/nº - Liberdade - Centro. Telefone: s/tel. Endereços

Aldeia de Carapicuíba (Especial)

Fundada em 1580, a aldeia continua conservada, o que a faz servir de cenário para campanhas publicitárias e filmes, como "Casinha Pequenina" (1963), com Mazzaropi. As 20 casas de taipa de pilão, pintadas de azul e branco, abrigam famílias -algumas vivem ali há pelo menos 300 anos-, a secretaria de Cultura de Carapicuíba, a Biblioteca Municipal Sarabaquê e a Casa de Cultura, além da capela Comunidade Santa Catarina, datada de 1736.

Pça. da Aldeia, 19 - Jardim Marilu - Carapicuíba. Telefone: 4186-0821 Endereços

Caminhada Noturna Pelo Centro (Especial)

Saindo da frente do Theatro Municipal todas as quintas, mos­tra marcos tradicionais e pontos menos conhecidos da metrópole

Pça. Ramos de Azevedo, s/nº - República - Centro. Telefone: 3256-7909 Endereços

Casa de Lina Bo Bardi (Especial)

Conhecida como Casa de Vidro por ter paredes transparentes que permitem observar um trecho de mata, o lugar foi a residência do casal Pietro e Lina Bo Bardi. Arquiteta, Lina (1914-1992) projetou construções como o Masp e o Sesc Pompeia. Tombada como patrimônio histórico, a casa pode ser visitada mediante agendamento.

R. Gen. Almério de Moura, 200 - Vila Tramontano - Oeste. Telefone: 3743-3875 Endereços

Centro Cultural São Paulo (Especial)

O local tem quatro pavimentos em uma área de 46 mil m². Entre as atrações, estão cinco bibliotecas, peças teatrais, exibição de filmes e exposições.

R. Vergueiro, 1.000 - Liberdade - Centro. Telefone: 3397-4002 Endereços

Colcha de Retalhos (Especial)

O espaço recebe itens que lembram uma casa típica de avó, como máquina de costura antiga e cadeira de balanço. A exposição apresenta o trabalho do projeto social "Colcha de Retalhos", em que colaboradores confeccionaram colchas para uma instituição que atende crianças sob tutela judicial.

Pça. Victor Civita - Prédio do incinerador: R. Sumidouro, 580 - Pinheiros - Oeste. Telefone: 3031-3689 Endereços

Debate Arte & Ciência (Especial)

Mensal, o ciclo de debates traz, no encontro de junho, o tema "Memória e Criatividade", com Ivan Izquierdo, referência internacional no estudo da biologia da memória, e Michel Laub, escritor e jornalista.

Centro Cultural Banco do Brasil - Cinema: R. Álvares Penteado, 112 - Centro - . Telefone: 3113-3651 Endereços

Disco Sete Vinil (Especial)

A Disco 7 Vinil abriga de 1.500 a 2 mil discos, "divididos principalmente em soul, música negra e jazz. E um pouquinho de rock", explica Carlos Galdy Silveira, 46, o Carlinhos. Ele tem a loja há cerca de dez anos, mas convive com os discos há muitos mais. "[O vinil] sempre foi meu ganha-pão desde os 12 anos". A loja é mantida praticamente intocada de mídicas digitais e não faz vendas pela internet ("Prefiro o pessoal"). "O movimento cresceu, sim, mas apareceram mais vendedores também. Antes só tinha duas lojas aqui", explica Carlinhos. Para ele, "o que vende mesmo é Jorge Ben e Tim Maia".

Galeria Nova Barão: R. Br. de Itapetininga, 37, lj. 24 - República - Centro. Telefone: 3231-1193 Endereços

Disconcert (Especial)

Com foco no rock, a pequena loja em Perdizes (são cerca de 500 discos em vinil) é generalista e abrange os figurões de praticamente todos os grandes gêneros musicais: punk, folk, rock clássico, bossa nova, jazz e MPB. Vende também CDs e DVDs e trabalha com encomendas principalmente se envolverem o desafio da raridade. A vitrola dispara LPs em modo contínuo. Nascida nos anos 1990 por iniciativa do jornalista Fábio Massari, a loja hoje é de Paulo Assad, auxiliado por Moraes Filho, o Fil, na caça aos bolachões mais procurados pelo público. A clientela, aliás, aumentou de um ano para cá, a ponto de a loja passar a abrir regularmente antes era só de noite e não em todos os dias. Além de fornecer boa música, a Disconcert se tornou um "esquenta" de músicos e notívagos antes (e depois) das baladas.

R. Wanderley, 398 - Perdizes - Oeste. Telefone: 3871-2544 Endereços

Eric Discos (Especial)

O inglês Eric Crauford, 66, veio de Londres para São Paulo em 1972. Em 1979, abandonou um emprego em um banco para montar seu sebo com parte da imensa coleção. São 80 mil álbuns nas seis pequenas salas da loja (incluindo uma pequena parte de CDs) e 50 mil discos de vinil em sua coleção particular. O menu é variado e cobre figurões e obscuridades de praticamente todos os gêneros, do carimbó ao blues de raiz, passando por um exemplar de "Araçá Azul", de Caetano Veloso (1972; R$ 68), e pelo item mais caro do acervo: "Their Satanic Majesties Request", dos Rolling Stones (1967; R$ 400), em edição original com uma imagem holográfica em 3D na capa. "Tenho alguns da década de 1940", diz, reforçando o argumento de que, se cuidado _"guardado em um lugar sem umidade, dentro dos plásticos interno e externo, o vinil dura mais que o CD. Não é a única razão da paixão de Crauford: "além do som do vinil ser melhor, você perde, no digital, a beleza da arte, dos encartes". Com uma lista de visitantes ilustres que inclui Fatboy Slim ("ele vem comprar bossa nova") e, no passado, Raul Seixas (1945-1989), ele está seguro sobre a nova onda: "Vem cada vez mais gente aqui dizendo que comprou vitrola e não tem coleção. E cada vez mais novos. O vinil está voltando."

R. Artur de Azevedo, 1.813 - Cerqueira César - Oeste. Telefone: 3081-8252 Endereços

Fatiado Discos (Especial)

Depois de garimpar muito nas turnês de sua banda Rock Rocket, o baterista Alan Feres resolveu criar um canto próprio para os vinis. Há pouco mais de três meses, ele e Mario Rossi inauguraram o espaço com clima de garagem de amigos. Localizada numa rua residencial de Perdizes, a Fatiado Discos tem preciosidades como "Pin Ups" (R$ 50), de David Bowie, e "Knock Out" (R$ 75), do grupo Toots and the Maytals. Além dos discos nacionais e importados, estão à venda algumas vitrolas portáteis (de R$ 350 a R$ 450). Na página da loja (https://www.facebook.com/pages/Fatiado-Discos) é possível acompanhar a chegada de novos lotes e saber sobre os eventos que animam tardes de sábado.

R. Havaí, 31 - Sumaré - Oeste. Telefone: 2893-7820 Endereços

Instituto Escola São Paulo - unidade 1 (Especial)

O espaço tem cursos e palestras para quem ainda não está na faculdade, mas já quer estudar fotografia, cinema e moda. A diretora Laís Bodanzky é uma das que costumam falar por lá.

Escola São Paulo - unidade 1: R. Augusta, 2.239 - Cerqueira César - Oeste. Telefone: 3060-3636 Endereços

Locomotiva Discos (Especial)

Os irmãos Márcio e Gilberto Custódio abriram a loja em janeiro de 2011. "Nosso objetivo era fugir do estereótipo do sebo velho e trazer também discos novos. Se você quiser, vai achar The Black Keys", diz Márcio. Atualmente, o disco mais vendido de seu estabelecimento é do rapper e cantor Criolo, ícone da nova música paulista. "Temos o leque aberto", diz Márcio, que comercializa MPB, jazz, heavy metal, rock alternativo, música eletrônica etc. Como muitos, Márcio é um entusiasta dos bolachões. "Além do som ser infinitamente superior, mais encorpado e valorizando todas as nuances da música, o disco é mais legal de tocar e mais charmoso de manusear. Aquele negócio preto e redondo é um símbolo muito forte e faz você dar um valor maior à música." Por outro lado, não lhe faltam pudores na hora de mesclar mídias: "Obviamente não dá para escutar vinil no carro ou na rua." A nova febre do vinil lhe rendeu frutos mais valiosos que o sucesso comercial: "Conheci minha namorada aqui. [risos] Ela já colecionava e me impressionou por só ter discos certeiros e raríssimos. Agora colecionamos juntos."

Galeria Nova Barão: R. Br. de Itapetininga, 37, lj. 51 - República - Centro. Telefone: 3257-5938 Endereços

Mercado Municipal (Especial)

Inaugurado em 1933, o belo prédio abriga cerca de 300 boxes de frutas, queijos, carnes e embutidos. Com pé direito que pode chegar a 16 m, boa opção é conferir o mezanino, que tem bares e restaurantes de comidinhas diversas.

R. da Cantareira, 306 - Centro - Centro. Telefone: 3228-9332 Endereços

Mr. Groove Records (Especial)

A "disco music" dos anos 1970 em vinil tem sua embaixada no centro de São Paulo: a Mr. Groove, loja de Osvaldo Oliveira Júnior, 45, no Centro Comercial Presidente desde 1984. A loja vende também CDs, DVDs e equipamentos para DJs, mas a predileção pelo vinil é evidente. "O vinil se tornou inviável em termos de transporte e de armazenamento, pois ocupa mais espaço, mas sua qualidade sonora é indiscutível". Aficionado em "singles" de 12 polegadas, Júnior é pessimista quanto a um "retorno" dos bolachões. "Ainda sobraram alguns colecionadores, mas nunca mais vai ser o mesmo movimento que era antes do CD". Ele, porém, falava ao telefone enquanto embrulhava seu item mais valioso, vendido para um comprador na China ao preço de US$ 1.100 (aproximadamente R$ 2.180). "Um disco chamado 'Michael Jackson - The Medleys', que é uma montagem de um DJ brasileiro que não foi aprovada pela gravadora. Restaram só pouquíssimas cópias promocionais."

Galeria Presidente: R. 24 de Maio, 116, lj. 9, térreo - República - Centro. Telefone: 3337-1006 Endereços

Orquidário Morumby (Especial)

O local expõe e comercializa diversos tipos de orquídeas, além de oferecer equipamentos e insumos para o cultivo da flor. Aos sábados, são realizados cursos e oficinas de jardinagem.

Av. Prof. Vicente Ráo, 1.513 - Jardim Petrópolis - Sul. Telefone: 5041-2391 Endereços

Sarau Suburbano (Especial)

Alessandro Buzo transforma toda terça-feira o centro em periferia no Bixiga, agregando poetas de diferentes regiões. O espaço também conta com uma livraria especializada em literatura periférica e marginal.

Livraria Suburbano Convicto: R. 13 de Maio, 70, 2º andar - Bela Vista - Centro. Telefone: 98218-7512 Endereços

Sebo do Disco (Especial)

"Existe uma relação de sentimento com a mídia. Pegar, cheirar, olhar, tirar o encarte. Sei lá, só quem gosta de vinil saberia explicar", diz Marcelo Paixão, 50, que claramente aprecia o formato. São 30 mil discos "do sertanejo ao heavy metal" na loja no Boulevard do Centro, prédio comumente referido como Galeria do Vinil, aberta desde 1991. Também produtor musical e DJ, ele é mais um a mencionar Michael Jackson entre as preciosidades de seu catálogo. "Sabe o que é 'picture disk'? É um teste de prensagem. Às vezes as gravadoras põem a imagem da capa em cima de um disco, só para ver como sai. Tenho aqui um desses do álbum "Dangerous", do Michael Jackson". Curiosamente, o conteúdo desse teste não são músicas do rei do pop, mas sim canções do pianista francês Richard Clayderman. "Esse tipo de coisa torna o item único e aumenta muito a procura", explica Paixão. Ele vê a retomada com sentimentos ambíguos: "Houve uma estabilização, parou de cair a procura como no choque do CD. Existe um público bastante fiel e relançamentos de clássicos que por uns bons anos vão manter o vinil em alta".

Galeria Boulevard do Centro: R. 24 de Maio, 188, lj. 105, 1º andar - República - Centro. Telefone: 3361-7633 Endereços

The Records (Especial)

Com fachada coberta de flyers e pôsteres, a The Records entrega rápido sua proposta: reunir o catálogo punk e hardcore em vinil. Há dois anos e meio na loja com mais dois sócios, Giuliano Belloni, 33, atribui a predileção ao formato a "um conjunto de coisas, desde a parte gráfica à qualidade do som". Além do mais, foi nesse formato que ele aprendeu a ouvir música. Seu novo público, pelo contrário, nasceu quando o vinil já fora dado como morto _uma precipitação, como hoje se vê. "Dá pra notar que tem mais público e bastante gente nova, 15, 16 anos. São pessoas que não cresceram próximas do vinil". Seu disco mais valioso (não necessariamente o mais caro) é a coletânea "Sub", de 1983, marco da discografia punk nacional com incipiências de nomes como Ratos de Porão e Cólera.

Galeria Nova Barão: R. Br. de Itapetininga, 37, lj. 43 - República - Centro. Telefone: 3257-2145 Endereços

Tony Hits (Especial)

A vitrola fica o tempo inteiro dando as pistas da vocação na loja de Antonio Boaventura Vieira de Moura, 59, o Tony: samba, samba-rock, MPB e o soul negro nacional dos anos 1970 são a maioria por ali. Veterano de bailes e festas na cidade, Tony é mais um apaixonado pelo vinil: "Gosto até mais do que vendo!". Depois de 3 décadas no setor de construção civil, ele se dedica há 15 anos à venda de discos, que, diz, cresceu bastante em seu comércio nos últimos tempos. "O jovem a partir de 16 anos é o grande responsável por aquecer esse mercado. Viveu sua vida toda com CD e MP3 e agora quer ouvir música com apreço". Ele alerta, porém, para as dificuldades de transitar em um meio de poucas referências de capital: "O leigo do mercado de discos não tem a noção do valor das coisas. Tem uns loucos que vendem por R$ 300 o que eu cobro R$ 30".

Galeria Boulevard do Centro: R. 24 de Maio, 188, 1º piso, lj. 109 - República - Centro. Telefone: 3337-7048 Endereços

Ventania Discos (Especial)

Alcides Neto, 19, é filho do dono da loja, Alcides Campos Filho, 55, e prefere ouvir vinil. "Tendo uma aparelhagem boa, o prazer de ouvir música é bem maior do que com o CD". Ele não se vê sozinho nessa: "Nos últimos três anos há uma melhora. Cada vez têm vindo mais jovens que dizem que compraram uma vitrola e estão começando a colecionar". A loja existe desde 1985 e abraça todos os gêneros nos 100 mil discos do catálogo. O lado ruim do aquecimento, ele diz, é que os colecionadores retêm suas joias. "Fica mais difícil encontrar raridades clássicas, como o primeiro do Roberto Carlos, o "Paêbirú", do Zé Ramalho e do Lula Cortês, e o "Tim Maia Racional Vol. 1". Os discos vão de R$ 5 (como "Break Every Rule", de Tina Turner) a R$ 300.

Galeria Boulevard do Centro: R. 24 de Maio, 188, ljs. 115 e 117, 1º andar - República - Centro. Telefone: 3331-0332 Endereços

A Jornada do Rinoceronte (Exposições)

A exposição traz imagens do fotógrafo Érico Hiller. Ele registrou, em um documentário fotográfico, a vida e a caça ilegal dos rinocerontes. Ao longo de 2014, o profissional viajou por quatro países africanos para fazer as imagens -Zimbábue, Moçambique, África do Sul e Quênia-, documentando as dificuldades dos guardas florestais que monitoram as áreas nativas das regiões.

Shopping Metrópole - Pça central: Pça. Samuel Sabatini, 200 - Centro - São Bernardo do Campo. Telefone: 4003-7370 Endereços

A Marquesa de Santos - uma Mulher, um Tempo, um Lugar (Exposições)

Exibição de objetos que pertenciam à Marquesa de Santos, como seu faqueiro, sua cama, além de painéis que mostram aspectos da antiga rua do Carmo, atual Roberto Simonsen, onde se localiza o Solar, e de outras vias do entorno.

Solar da Marquesa de Santos: R. Roberto Simonsen, 136 - Sé - Centro. Telefone: 3241-1081 Endereços

Arte e Intervenção (Exposições)

O artista plástico chileno Adrián Gouet exibe 14 obras pela região sul de São Paulo. Os desenhos, inspirados nos momentos de ócio do paulistano na praia, estão aplicados a painéis de vidro que se sobrepõem ao ambiente, inserindo a imagem na paisagem.

Canteiro Central: Av. Washington Luís, s/nº, em frente ao Aeroporto de Congonhas - Santo Amaro - Sul. Telefone: Endereços

Assistência à Saúde em Perigo - Líbia e Somália no Olhar de André Liohn (Exposições)

Registros de hospitais ameaçados e das linhas de combate na Líbia e na Somália entre 2010 e 2013 compõem a mostra com mais de 70 imagens clicadas pelo fotógrafo brasileiro André Liohn.

Pq. Villa-Lobos - Biblioteca: Av. Prof. Fonseca Rodrigues, 2.001 - Alto de Pinheiros - Oeste. Telefone: 2683-6302 Endereços

Bailes do Brasil (Exposições)

Um acervo de fotografias, som e vídeo traça um panorama sobre bailes no Brasil, apresentando as mudanças que moda, música e dança sofreram desde o fim do século 19.

Solar da Marquesa de Santos: R. Roberto Simonsen, 136 - Sé - Centro. Telefone: 3241-1081 Endereços

Casa Brasileira (Exposições)

Cerca de 60 obras, entre croquis, plantas, fotografias e ilustrações, retratam parte da trajetória e do desenvolvimento das habitações brasileiras do período colonial até o fim do século 20. Lá, será possível perceber que, das habitações indígenas, vieram inspirações para soluções de entradas de luz e circulação de ar. Na mostra, há projetos de vários arquitetos, entre eles Oscar Niemeyer, Lina Bo Bardi, Ruy Ohtake, Zigmund Zanetini, Paulo Mendes da Rocha, Oswaldo Bratke e Vilanova Artigas.

Caixa Cultural São Paulo: Pça. da Sé, 111, térreo - Sé - Centro. Telefone: 3321-4400 Endereços

Experiência Escher (Exposições)

A mostra reúne sucessos do artista holandês Maurits Cornelis Escher (1898-1972), conhecido pelo ilusionismo. Fantasia e realidade se misturam nas obras, instalações interativas e reproduções trazidas diretamente da Escher Foundation, na Holanda.

Shopping JK Iguatemi: Av. Pres. Juscelino Kubitschek, 2.041, 3º piso - Vila Nova Conceição - Sul. Telefone: 3152-6800 Endereços

Exposição Ingredientes do Brasil (Exposições)

As 120 imagens da mostra, clicadas por Zaida Siqueira por mais de uma década, traçam um panorama da produção artesanal de alimentos em várias regiões do país. São apresentadas a confecção de farinhas, óleos, café e chocolate, entre outros ingredientes.

Memorial da América Latina - Galeria Marta Traba: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664, portão 1 - Barra Funda - Oeste. Telefone: 3823-4644 Endereços

Faces (Exposições)

Em sua primeira exposição fotográfica, o músico Junior Lima apresenta imagens produzidas, em sua maioria, durante viagens pelo Brasil (Fernando de Noronha), EUA (Utah) e Ásia (Tailândia, Laos, Camboja e Indonésia).

Matilha Cultural - Sala esportiva e sala multiuso: R. Rego Freitas, 542 - República - Centro. Telefone: 3256-2636 Endereços

Fotografia no Trianon-Masp (Exposições)

Obras da Coleção Pirelli Masp de Fotografia estampam a estação de metrô na av. Paulista. As duas primeiras imagens que abrem a exposição são do português Juca Martins: "Manifestação Contra o Custo de Vida, São Paulo" (1978) e "Visita do Papa" (1980). O profissional tem no currículo um Prêmio Esso de Fotografia.

Estação Trianon-Masp do Metrô - Hall de entrada: Av. Paulista, 1.289 - Bela Vista - Centro. Telefone: 3897-4122 Endereços

Jovens Talentos (Exposições)

Ensaios de cinco fotógrafos que moram no país: "Minas em Mim", de Daniela Schmidt, "Limites", de Gustavo Minas, "Universalidades - A Particularidade do Instante", de
Maira Fridman, "You Are Welcome", de Roberto Joele, e "Invisibles", de Alejandro Vásquez.

Galeria Nikon: R. Aspicuelta, 153 - Vila Madalena - Oeste. Telefone: 2592-7922 Endereços

Reciclalata (Exposições)

A mostra espalha pela cidade 15 esculturas de 1,9 metro de altura e no formato de latas de alumínio. As obras, customizadas por artistas plásticos como o grafiteiro Binho Ribeiro e a ilustradora Ana K, têm como objetivo homenagear os 25 anos da embalagem no Brasil e incentivar a sua reciclagem.

Espaço Cultural Conjunto Nacional: Av. Paulista, 2.073 - Bela Vista - Centro. Telefone: 3179-0000 Endereços

Roland Barthes Plural (Exposições)

Para marcar o centenário do nascimento do pensador Roland Barthes, a exposição reúne imagens, textos e vídeos dele, assim como parte do material utilizado pelo francês em suas pesquisas.

Casa das Rosas - Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura - Hall de entrada: Av. Paulista, 37 - Bela Vista - Centro. Telefone: 3285-6986 Endereços

Rosa Branca e a Época de Ouro do Basquetebol (Exposições)

Carmo de Souza (1940-2008), conhecido como Rosa Branca, integrava a seleção brasileira de basquete nos bronzes olímpicos de 1960 e de 1964. Em homenagem ao atleta, a exposição exibe fotografias, vídeos, medalhas e artigos de jornais. A programação da mostra ainda inclui bate-papos e torneios.

Sesc Itaquera: Av. Fernando do Espírito Santo Alves de Mattos, 1.000 - Parque do Carmo - Leste. Telefone: 2523-9200 Endereços

Tempos de Energia - São Paulo em Transformação (Exposições)

A mostra usa objetos antigos, documentos raros e telas interativas para mostrar como a energia elétrica transformou a vida dos paulistas. Miniaturas de hidrelétricas e sistemas de geração de energias solar e eólica também fazem parte da exposição.

Museu da Energia de São Paulo: Al. Nothmann, 184 - Campos Elíseos - Centro. Telefone: 3333-5600 Endereços

Traço | Compassos - Mário de Andrade em Caricaturas (Exposições)

Para marcar os 70 anos da morte de Mário de Andrade, a exposição reúne cerca de 70 caricaturas de artistas como Millôr Fernandes, Paulo Cavalcanti e Antonio Paim Vieira.

Prédio da Reitoria da USP: R. da Reitoria, 374 - Butantã - Oeste. Telefone: Endereços

Tudo É Semente (Exposições)

O espaço exibe cerca de 500 obras produzidas por Rubens Matuck ao longo de quarenta anos de carreira, além de ferramentas, materiais e cadernos de viagem. O evento ainda tem vivências das técnicas mais utilizadas pelo artista, como gravuras, esculturas, aquarelas e pinturas.

Sesc Interlagos - Hall de exposições: Av. Manuel Alves Soares, 1.100 - Parque Colonial - Sul. Telefone: 5662-9500 Endereços

Um Plano Real (Exposições)

Com direção artística de Marcello Dantas (do Museu da Língua Portuguesa), a exposição conta o processo de estabilização da moeda e o controle da inflação brasileira nos anos 1990. Vídeos, painéis interativos, simulações em máquinas eletrônicas e documentos do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso compõem a mostra

Fundação Instituto Fernando Henrique Cardoso: R. Formosa, 367, 5º andar - Centro - Centro. Telefone: 3359-5000 Endereços

Feira Como Assim?! (Feiras)

A feira expõe apenas produtos de fabricação própria ou objetos que possibilitem personalização pelo cliente. Entre os produtos, estão roupas, acessórios, objetos de decoração e artesanatos.

Shopping Center 3: Av. Paulista, 2.064 - Bela Vista - Centro. Telefone: 3081-0641 Endereços

Feira da Liberdade (Feiras)

As barracas que vendem tempurá, yakiso­ba e outros quitutes tipicamente japoneses estão sempre cheias. Aproveite o passeio para conhecer as lojas de artigos característicos e os restaurantes tradicionais na região, abertos inclusive aos domingos.

Pça. da Liberdade, s/nº - Liberdade - Centro. Telefone: 3208-5090 Endereços

Feira da República (Feiras)

Umas das mais tradicionais da cidade, a feira começou com colecionadores que se reuniam ali para trocar raridades. Há estandes onde é possível encontrar pedras preciosas, artigos de couro, artesanatos e bijuterias.

Pça. da República, s/nº - República - Centro. Telefone: 3397-1303 Endereços

Feira de Antiguidades da Paulista (Feiras)

Realizada no vão-livre do Masp, a tradicional feira conta com representações de vários antiquários, que comercializam peças de decoração, joias e obras de arte.

Masp - Vão-livre: Av. Paulista, 1.578 - Bela Vista - Centro. Telefone: 3253-6382 Endereços

Feira de Antiguidades e Design do MuBE (Feiras)

Uma das mais tradicionais da cidade, a feira de pequeno porte congrega uma boa variedade de antiquários com peças selecionadas. É possível encontrar luminárias, porcelanas, pinturas, esculturas e curiosidades de época.

Mube: Av. Europa, 218 - Jardim Europa - Oeste. Telefone: 2594-2601 Endereços


Dê sua opinião sobre o guia

Saiba como criar e imprimir um guia personalizado, com o que fazer, onde comer e onde beber.

Acessar

Avaliação dos críticos da Folha
ótimoregular
muito bomruim
bom